Vincent Price — Berenice letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Berenice" de Vincent Price.

Letra

MISERY is manifold. The wretchedness of earth is multiform. Overreaching the
wide horizon as the rainbow, its hues are as various as the hues of that arch —
as distinct too, yet as intimately blended. Overreaching the wide horizon as
the rainbow! How is it that from beauty I have derived a type of unloveliness?
— from the covenant of peace, a simile of sorrow? But as, in ethics,
evil is a consequence of good, so, in fact, out of joy is sorrow born.
Either the memory of past bliss is the anguish of to-day, or the agonies which
are, have their origin in the ecstasies which might have been
My baptismal name is Egaeus; that of my family I will not mention.
Yet there are no towers in the land more time-honored than my gloomy, gray,
hereditary halls. Our line has been called a race of visionaries;
and in many striking particulars — in the character of the family mansion — in
the frescos of the chief saloon — in the tapestries of the dormitories — in the
chiselling of some buttresses in the armory — but more especially in the
gallery of antique paintings — in the fashion of the library chamber — and,
lastly, in the very peculiar nature of the library’s contents — there is more
than sufficient evidence to warrant the belief
The recollections of my earliest years are connected with that chamber,
and with its volumes — of which latter I will say no more. Here died my mother.
Herein was I born. But it is mere idleness to say that I had not lived before
— that the soul has no previous existence. You deny it? — let us not argue the
matter. Convinced myself, I seek not to convince. There is, however,
a remembrance of aerial forms — of spiritual and meaning eyes — of sounds,
musical yet sad — a remembrance which will not be excluded; a memory like a
shadow — vague, variable, indefinite, unsteady; and like a shadow, too,
in the impossibility of my getting rid of it while the sunlight of my reason
shall exist
In that chamber was I born. Thus awaking from the long night of what seemed,
but was not, nonentity, at once into the very regions of fairy land — into a
palace of imagination — into the wild dominions of monastic thought and
erudition — it is not singular that I gazed around me with a startled and
ardent eye — that I loitered away my boyhood in books, and dissipated my youth
in reverie; but it is singular that as years rolled away, and the noon of
manhood found me still in the mansion of my fathers — it is wonderful what
stagnation there fell upon the springs of my life — wonderful how total an
inversion took place in the character of my commonest thought. The realities of
the world affected me as visions, and as visions only, while the wild ideas of
the land of dreams became, in turn, not the material of my every-day existence,
but in very deed that existence utterly and solely in itself
Berenice and I were cousins, and we grew up together in my paternal halls.
Yet differently we grew — I, ill of health, and buried in gloom — she, agile,
graceful, and overflowing with energy; hers, the ramble on the hill-side —
mine the studies of the cloister; I, living within my own heart, and addicted,
body and soul, to the most intense and painful meditation — she,
roaming carelessly through life, with no thought of the shadows in her path,
or the silent flight of the raven-winged hours. Berenice! -I call upon her
name — Berenice! — and from the gray ruins of memory a thousand tumultuous
recollections are startled at the sound! Ah, vividly is her image before me now,
as in the early days of her light-heartedness and joy! Oh, gorgeous yet
fantastic beauty! Oh, sylph amid the shrubberies of Arnheim! Oh,
Naiad among its fountains! And then — then all is mystery and terror,
and a tale which should not be told. Disease — a fatal disease,
fell like the simoon upon her frame; and, even while I gazed upon her,
the spirit of change swept over her, pervading her mind, her habits,
and her character, and, in a manner the most subtle and terrible,
disturbing even the identity of her person! Alas! the destroyer came and went!
— and the victim -where is she? I knew her not — or knew her no longer as
Berenice
Among the numerous train of maladies superinduced by that fatal and primary one
which effected a revolution of so horrible a kind in the moral and physical
being of my cousin, may be mentioned as the most distressing and obstinate in
its nature, a species of epilepsy not unfrequently terminating in trance itself
— trance very nearly resembling positive dissolution, and from which her manner
of recovery was in most instances, startlingly abrupt. In the mean time my own
disease — for I have been told that I should call it by no other appellation —
my own disease, then, grew rapidly upon me, and assumed finally a monomaniac
character of a novel and extraordinary form — hourly and momently gaining vigor
— and at length obtaining over me the most incomprehensible ascendancy.
This monomania, if I must so term it, consisted in a morbid irritability of
those properties of the mind in metaphysical science termed the attentive.
It is more than probable that I am not understood; but I fear, indeed,
that it is in no manner possible to convey to the mind of the merely general
reader, an adequate idea of that nervous intensity of interest with which,
in my case, the powers of meditation (not to speak technically) busied and
buried themselves, in the contemplation of even the most ordinary objects of
the universe
To muse for long unwearied hours, with my attention riveted to some frivolous
device on the margin, or in the typography of a book; to become absorbed,
for the better part of a summer’s day, in a quaint shadow falling aslant upon
the tapestry or upon the floor; to lose myself, for an entire night,
in watching the steady flame of a lamp, or the embers of a fire;
to dream away whole days over the perfume of a flower; to repeat, monotonously,
some common word, until the sound, by dint of frequent repetition,
ceased to convey any idea whatever to the mind; to lose all sense of motion or
physical existence, by means of absolute bodily quiescence long and obstinately
persevered in: such were a few of the most common and least pernicious vagaries
induced by a condition of the mental faculties, not, indeed, altogether
unparalleled, but certainly bidding defiance to anything like analysis or
explanation
Yet let me not be misapprehended. The undue, earnest, and morbid attention thus
excited by objects in their own nature frivolous, must not be confounded in
character with that ruminating propensity common to all mankind,
and more especially indulged in by persons of ardent imagination.
It was not even, as might be at first supposed, an extreme condition,
or exaggeration of such propensity, but primarily and essentially distinct and
different. In the one instance, the dreamer, or enthusiast, being interested by
an object usually not frivolous, imperceptibly loses sight of this object in a
wilderness of deductions and suggestions issuing therefrom, until,
at the conclusion of a day dream often replete with luxury, he finds the
incitamentum, or first cause of his musings, entirely vanished and forgotten.
In my case, the primary object was invariably frivolous, although assuming,
through the medium of my distempered vision, a refracted and unreal importance.
Few deductions, if any, were made; and those few pertinaciously returning in
upon the original object as a centre. The meditations were never pleasurable;
and, at the termination of the reverie, the first cause, so far from being out
of sight, had attained that supernaturally exaggerated interest which was the
prevailing feature of the disease. In a word, the powers of mind more
particularly exercised were, with me, as I have said before, the attentive,
and are, with the day-dreamer, the speculative
My books, at this epoch, if they did not actually serve to irritate the
disorder, partook, it will be perceived, largely, in their imaginative and
inconsequential nature, of the characteristic qualities of the disorder itself.
I well remember, among others, the treatise of the noble Italian,
Coelius Secundus Curio, «De Amplitudine Beati Regni Dei; «St.
Austin’s great work, the «City of God;» and Tertullian’s «De Carne Christi ,»
in which the paradoxical sentence «Mortuus est Dei filius; credible est quia
ineptum est: et sepultus resurrexit; certum est quia impossibile est, «occupied my undivided time, for many weeks of laborious and fruitless
investigation
Thus it will appear that, shaken from its balance only by trivial things,
my reason bore resemblance to that ocean-crag spoken of by Ptolemy Hephestion,
which steadily resisting the attacks of human violence, and the fiercer fury
of the waters and the winds, trembled only to the touch of the flower called
Asphodel. And although, to a careless thinker, it might appear a matter beyond
doubt, that the alteration produced by her unhappy malady, in the moral
condition of Berenice, would afford me many objects for the exercise of that
intense and abnormal meditation whose nature I have been at some trouble in
explaining, yet such was not in any degree the case. In the lucid intervals of
my infirmity, her calamity, indeed, gave me pain, and, taking deeply to heart
that total wreck of her fair and gentle life, I did not fall to ponder,
frequently and bitterly, upon the wonder-working means by which so strange a
revolution had been so suddenly brought to pass. But these reflections partook
not of the idiosyncrasy of my disease, and were such as would have occurred,
under similar circumstances, to the ordinary mass of mankind. True to its own
character, my disorder revelled in the less important but more startling
changes wrought in the physical frame of Berenice — in the singular and most
appalling distortion of her personal identity
During the brightest days of her unparalleled beauty, most surely I had never
loved her. In the strange anomaly of my existence, feelings with me,
had never been of the heart, and my passions always were of the mind.
Through the gray of the early morning — among the trellised shadows of the
forest at noonday — and in the silence of my library at night — she had flitted
by my eyes, and I had seen her — not as the living and breathing Berenice,
but as the Berenice of a dream; not as a being of the earth, earthy,
but as the abstraction of such a being; not as a thing to admire,
but to analyze; not as an object of love, but as the theme of the most
abstruse although desultory speculation. And now — now I shuddered in her
presence, and grew pale at her approach; yet, bitterly lamenting her fallen and
desolate condition, I called to mind that she had loved me long, and,
in an evil moment, I spoke to her of marriage
And at length the period of our nuptials was approaching, when, upon an
afternoon in the winter of the year — one of those unseasonably warm, calm,
and misty days which are the nurse of the beautiful Halcyon , — I sat,
(and sat, as I thought, alone,) in the inner apartment of the library.
But, uplifting my eyes, I saw that Berenice stood before me
Was it my own excited imagination — or the misty influence of the atmosphere —
or the uncertain twilight of the chamber — or the gray draperies which fell
around her figure — that caused in it so vacillating and indistinct an outline?
I could not tell. She spoke no word; and I — not for worlds could I have
uttered a syllable. An icy chill ran through my frame; a sense of insufferable
anxiety oppressed me; a consuming curiosity pervaded my soul; and sinking back
upon the chair, I remained for some time breathless and motionless,
with my eyes riveted upon her person. Alas! its emaciation was excessive,
and not one vestige of the former being lurked in any single line of the
contour. My burning glances at length fell upon the face
The forehead was high, and very pale, and singularly placid; and the once jetty
hair fell partially over it, and overshadowed the hollow temples with
innumerable ringlets, now of a vivid yellow, and jarring discordantly,
in their fantastic character, with the reigning melancholy of the countenance.
The eyes were lifeless, and lustreless, and seemingly pupilless,
and I shrank involuntarily from their glassy stare to he contemplation of the
thin and shrunken lips. They parted; and in a smile of peculiar meaning,
the teeth of the changed Berenice disclosed themselves slowly to my view.
Would to God that I had never beheld them, or that, having done so, I had died!
The shutting of a door disturbed me, and, looking up, I found that my cousin
had departed from the chamber. But from the disordered chamber of my brain,
had not, alas! departed, and would not be driven away, the white and ghastly
spectrum of the teeth. Not a speck on their surface — not a shade on their
enamel — not an indenture in their edges — but what that period of her smile
had sufficed to brand in upon my memory. I saw them now even more unequivocally
than I beheld them then. The teeth! — the teeth! — they were here, and there,
and everywhere, and visibly and palpably before me; long, narrow,
and excessively white, with the pale lips writhing about them, as in the very
moment of their first terrible development. Then came the full fury of my
monomania, and I struggled in vain against its strange and irresistible
influence. In the multiplied objects of the external world I had no thoughts
but for the teeth. For these I longed with a phrenzied desire. All other
matters and all different interests became absorbed in their single
contemplation. They — they alone were present to the mental eye, and they,
in their sole individuality, became the essence of my mental life.
I held them in every light. I turned them in every attitude. I surveyed their
characteristics. I dwelt upon their peculiarities. I pondered upon their
conformation. I mused upon the alteration in their nature. I shuddered as I
assigned to them in imagination a sensitive and sentient power, and even when
unassisted by the lips, a capability of moral expression. Of Mademoiselle Salle
it has been well said, «Que tous ses pas etaient des sentiments ,»
and of Berenice I more seriously believed que toutes ses dents etaient des
idees. Des idees! — ah here was the idiotic thought that destroyed me!
Des idees! — ah therefore it was that I coveted them so madly! I felt that
their possession could alone ever restore me to peace, in giving me back to
reason
And the evening closed in upon me thus — and then the darkness came,
and tarried, and went — and the day again dawned — and the mists of a second
night were now gathering around — and still I sat motionless in that solitary
room — and still I sat buried in meditation — and still the phantasma of the
teeth maintained its terrible ascendancy, as, with the most vivid hideous
distinctness, it floated about amid the changing lights and shadows of the
chamber. At length there broke in upon my dreams a cry as of horror and dismay;
and thereunto, after a pause, succeeded the sound of troubled voices,
intermingled with many low moanings of sorrow or of pain. I arose from my seat,
and throwing open one of the doors of the library, saw standing out in the
ante-chamber a servant maiden, all in tears, who told me that Berenice was — no
more! She had been seized with epilepsy in the early morning, and now,
at the closing in of the night, the grave was ready for its tenant,
and all the preparations for the burial were completed
I found myself sitting in the library, and again sitting there alone.
It seemed that I had newly awakened from a confused and exciting dream.
I knew that it was now midnight, and I was well aware, that since the setting
of the sun, Berenice had been interred. But of that dreary period which
intervened I had no positive, at least no definite comprehension.
Yet its memory was replete with horror — horror more horrible from being vague,
and terror more terrible from ambiguity. It was a fearful page in the record
my existence, written all over with dim, and hideous, and unintelligible
recollections. I strived to decypher them, but in vain; while ever and anon,
like the spirit of a departed sound, the shrill and piercing shriek of a
female voice seemed to be ringing in my ears. I had done a deed — what was it?
I asked myself the question aloud, and the whispering echoes of the chamber
answered me, — «what was it? «On the table beside me burned a lamp, and near it lay a little box.
It was of no remarkable character, and I had seen it frequently before,
for it was the property of the family physician; but how came it there,
upon my table, and why did I shudder in regarding it? These things were in no
manner to be accounted for, and my eyes at length dropped to the open pages of
a book, and to a sentence underscored therein. The words were the singular but
simple ones of the poet Ebn Zaiat: — «Dicebant mihi sodales si sepulchrum
amicae visitarem, curas meas aliquantulum fore levatas .» Why then,
as I perused them, did the hairs of my head erect themselves on end,
and the blood of my body become congealed within my veins?
There came a light tap at the library door — and, pale as the tenant of a tomb,
a menial entered upon tiptoe. His looks were wild with terror, and he spoke to
me in a voice tremulous, husky, and very low. What said he? — some broken
sentences I heard. He told of a wild cry disturbing the silence of the night —
of the gathering together of the household — of a search in the direction of
the sound; and then his tones grew thrillingly distinct as he whispered me of a
violated grave — of a disfigured body enshrouded, yet still breathing — still
palpitating — still alive !
He pointed to garments; - they were muddy and clotted with gore.
I spoke not, and he took me gently by the hand: it was indented with the
impress of human nails. He directed my attention to some object against the
wall. I looked at it for some minutes: it was a spade. With a shriek I bounded
to the table, and grasped the box that lay upon it. But I could not force it
open; and in my tremor, it slipped from my hands, and fell heavily,
and burst into pieces; and from it, with a rattling sound, there rolled out
some instruments of dental surgery, intermingled with thirty-two small,
white and ivory-looking substances that were scattered to and fro about the
floor

Tradução da letra

A miséria é muito grande. A miséria da terra é multiforme. Exagerando o
Horizonte largo como o arco-íris, os seus matizes são tão diversos como os matizes desse arco —
tão distinta quanto, mas intimamente misturada. Ultrapassando o horizonte como
o arco-íris! Como é que a partir da beleza eu tenho derivado um tipo de unloveliness?
- do Pacto de paz, um simile de tristeza? Mas como na ética,
o mal é uma consequência do bem, então, de fato, da alegria nasce o sofrimento.
Ou a memória da felicidade passada é a angústia do dia-a-dia, ou as agonias que
São, têm a sua origem nos êxtases que poderiam ter sido
Meu nome de batismo é Egeu; o da minha família não mencionarei.
No entanto, não há torres na terra mais honradas do que a minha sombria e cinzenta,
salas hereditárias. A nossa linha foi chamada de uma raça de visionários.;
e em muitos detalhes marcantes — no caráter da mansão da família-em
os afrescos do salão principal - nas tapeçarias dos dormitórios-no
cinzelando algumas nádegas no arsenal - mas mais especialmente no
galeria de pinturas antigas - à moda da câmara da biblioteca — e,
por último, na natureza muito peculiar do conteúdo da biblioteca-há mais
do que provas suficientes para justificar a crença
As recordações dos meus primeiros anos estão ligadas a essa câmara.,
e com os seus volumes-dos quais não direi mais nada. Aqui morreu a minha mãe.
Aqui nasci eu. Mas é mera ociosidade dizer que eu não tinha vivido antes
- que a alma não tem existência anterior. Negas? - não discutamos o
questao. Convenci-me de que não quero convencer. Há, no entanto,
uma lembrança de formas aéreas-de olhos espirituais e significantes-de sons,
musical, mas triste-uma lembrança que não será excluída; uma memória como uma
sombra-vaga, variável, indefinida, instável; e como uma sombra, também,
na impossibilidade de me livrar dela enquanto a luz do sol da minha razão
deve existir
Nessa Câmara nasci eu. Despertando, assim, da longa noite,,
mas não foi, de imediato, para as próprias regiões da terra das fadas-em um
Palácio da imaginação-para os domínios selvagens do pensamento monástico e
erudição — não é singular que eu olhei em torno de mim com um assustado e
ardente olho-que eu vagueei pela minha infância em livros, e dissipei a minha juventude
em reverência; mas é singular que como anos rolaram para longe, e o meio-dia de
a virilidade encontrou-me ainda na mansão dos meus pais-é maravilhoso o que
a estagnação caiu sobre as nascentes da minha vida.
a inversão ocorreu no caráter do meu pensamento mais comum. As realidades
o mundo afetou-me como visões, e apenas como visões, enquanto as idéias selvagens de
a terra dos sonhos tornou-se, por sua vez, não o material da minha existência diária.,
mas, na verdade, essa existência, total e unicamente em si mesma,
Berenice e eu éramos primos, e crescemos juntos nos meus salões paternos.
No entanto, de maneira diferente crescemos-eu, doente de saúde, e enterrada na escuridão-ela, ágil,
gracioso, e transbordando de energia; dela, o ramble no lado da colina —
mine the studies of the cloister; I, living within my own heart, and addicted,
corpo e alma, para a meditação mais intensa e dolorosa — ela,
vagueando descuidadamente pela vida, sem pensar nas sombras no seu caminho,
ou o voo silencioso das horas de corvo. Berenice! - Eu invoco-A.
nome-Berenice! - e das ruínas cinzentas da memória mil tumultuados
as recordações assustam-se com o som! Vividamente é a imagem dela diante de mim.,
como nos primeiros dias de seu coração leve e alegria! Oh, lindo ainda
que beleza fantástica! Oh, sylph no meio dos arbustos de Arnheim! O,
Naiad entre as suas fontes! E então tudo é mistério e terror,
e uma história que não deve ser contada. Doença-uma doença fatal,
caiu como o Simão sobre a sua moldura; e, mesmo enquanto eu olhava para ela,
o espírito da mudança varreu-a, penetrando na sua mente, nos seus hábitos.,
e o seu carácter, e, de certa forma, o mais subtil e terrível,
perturbando até mesmo a identidade de sua pessoa! Ai de mim! o destruidor veio e foi!
-e a vítima ... onde está ela? Eu não a conhecia - ou já não a conhecia como
Berenice
Entre os numerosos Comboios de maladies superinduzidos por aquele fatal e primário
o que provocou uma revolução tão horrível, do tipo moral e física.
sendo meu primo, pode ser mencionado como o mais angustiante e obstinado em
sua natureza, uma espécie de epilepsia não raro terminando em transe.
- trance muito parecido com dissolução positiva, e de onde a sua maneira
a recuperação foi, na maioria dos casos, surpreendentemente abrupta. Entretanto, o meu
doença-pois disseram - me que não devia chamar-lhe outra denominação —
minha própria doença, então, cresceu rapidamente sobre mim, e assumiu finalmente um monomaníaco
personagem de um romance e de uma forma extraordinária-ganhar vigor horária e momentaneamente
- e, finalmente, obter sobre mim a ascendência mais incompreensível.
Esta monomania, se é que devo dizê-lo, consistiu numa irritabilidade mórbida de
essas propriedades da mente na ciência metafísica chamada de atenciosa.
É mais do que provável que eu não seja compreendido; mas temo, de fato,,
que não é de forma alguma possível transmitir à mente do meramente geral
leitor, uma idéia adequada dessa intensidade nervosa de interesse com a qual,
no meu caso, os poderes da meditação (para não falar tecnicamente) ocupados e
enterraram-se, na contemplação dos objectos mais comuns de
universo
Para musa por longas horas, com a minha atenção atraída por alguns frívolos
dispositivo na margem ou na tipografia de um livro; para ser absorvido,
para a melhor parte de um dia de Verão, numa sombra pitoresca que cai sobre
a tapeçaria ou sobre o chão; para me perder, por uma noite inteira,
em observar a chama constante de uma lâmpada, ou as brasas de um fogo;
sonhar dias inteiros com o perfume de uma flor; repetir, monótono,
alguma palavra comum, até o som, por meio da repetição frequente,
deixou de transmitir qualquer ideia para a mente; perder todo o sentido de movimento ou
existência física, por meio de absoluta quietude corporal longa e obstinadamente
perseverou em: tais foram alguns dos caprichos mais comuns e menos perniciosos
induzido por uma condição das faculdades mentais, não, de fato, completamente
sem paralelo, mas certamente desafiando qualquer coisa como análise ou
explicacao
No entanto, não me deixe ser mal interpretado. A atenção indevida, séria e mórbida assim
excitada por objectos frívolos na sua própria natureza, não deve ser confundida com
carácter com essa propensão a ruminar comum a toda a humanidade,
e mais especialmente indulgido por pessoas de imaginação ardente.
Não era sequer, como poderia ser suposto no início, uma condição extrema,
ou exagero de tal propensão, mas principalmente e essencialmente distinta e
diferente. Em um caso, o sonhador, ou entusiasta, estar interessado por
um objecto normalmente não frívolo, perde imperceptivelmente de vista este objecto num
natureza selvagem de deduções e sugestões que delas emanam, até,
na conclusão de um sonho de dia muitas vezes repleto de luxo, ele encontra o
incitamentum, ou a primeira causa das suas musicas, desapareceu completamente e foi esquecido.
No meu caso, o objeto primário era invariavelmente frívolo, embora assumindo,
através do meio da minha visão distorcida, uma importância refratada e irreal.
Poucas deduções, se é que houve, foram feitas; e aqueles poucos pertinentemente retornando em
sobre o objeto original como um centro. As meditações nunca foram agradáveis;
e, ao terminar o reverie, a primeira causa, tão longe de estar fora
de vista, tinha atingido esse interesse sobrenaturalmente exagerado que era o
característica dominante da doença. Em uma palavra, os poderes da mente mais
particularmente exercitados foram, comigo, como já disse antes, os atenciosos,
e são, com o sonhador do dia, a especulação
Meus livros, nesta época, se eles não servem realmente para irritar o
a desordem, partook, será percebida, em grande parte, em sua imaginação e
natureza inconsequente, das qualidades características da própria desordem.
Lembro-me bem, entre outros, do Tratado do nobre italiano.,
Coelius Secundus Curio, "De Amplitudine Beati Regni Dei;" St.
A grande obra de Austin, a "cidade de Deus" e "de Carne Christi" de Tertullian ,»
em que a sentença paradoxal "Mortuus est Dei filius; credible est quia
ineptum est: et sepultus resurrexit; certum est quia impossibile est, " ocupou meu tempo indiviso, por muitas semanas de laborioso e infrutífero
investigacao
Assim parecerá que, sacudido de seu equilíbrio apenas por coisas triviais,
a minha razão parecia-se com o oceano de que falou Ptolomeu Hefestion.,
que resistem firmemente aos ataques da violência humana, e à fúria mais feroz
das águas e dos ventos, tremiam apenas ao toque da flor chamada
Asphodel. E embora, para um pensador descuidado, possa parecer uma questão para além
duvido que a alteração produzida pela sua infeliz doença, na moral
condição de Berenice, dar-me-ia muitos objectos para o exercício de que
meditação intensa e anormal cuja natureza eu tenho tido alguns problemas em
explicar, porém, tal não foi de forma alguma o caso. Nos intervalos lúcidos de
a minha enfermidade, a sua calamidade, na verdade, deu-me dor, e, levando profundamente ao coração
aquele desastre total da sua vida justa e gentil, eu não caí para ponderar,
frequentemente e amargamente, sobre os meios de trabalho maravilha por que tão estranho um
a revolução tinha sido tão repentinamente levada a cabo. Mas estas reflexões fizeram parte
não da idiossincrasia da minha doença, e foram como teriam ocorrido,
em circunstâncias semelhantes, à massa comum da humanidade. Fiel aos seus próprios
personagem, a minha desordem revelava-se no menos importante, mas mais surpreendente.
mudanças operadas no quadro físico de Berenice-no singular e mais
terrível distorção da sua identidade pessoal
Durante os dias mais brilhantes da sua beleza incomparável, de certeza que nunca
amar. Na estranha anomalia da minha existência, sentimentos comigo,
nunca tinha sido do coração, e as minhas paixões sempre foram da mente.
Através do cinza da manhã cedo-entre as sombras trelized do
Floresta Ao Meio-dia - e no silêncio da Minha Biblioteca à noite-ela tinha saltado
pelos meus olhos, e eu a tinha visto-não como o Berenice vivo e respirador,
mas como a Berenice de um sonho, não como um ser da terra, terra,
mas como a abstração de tal ser; não como algo a admirar,
mas analisar; não como um objeto de amor, mas como o tema do mais
abstruso, embora sem especulação. E agora-agora eu estremeci nela
presença, e ficou pálida em sua aproximação; no entanto, lamentando amargamente sua queda e
em estado desolador, lembrei-me que ela me amava há muito tempo, e,
num momento mau, falei-lhe Do Casamento.
E finalmente o período de nossas núpcias estava se aproximando, quando, em cima de um
tarde no inverno do ano - um daqueles invernalmente quentes, calmos,
e dias nebulosos que são a enfermeira da bela Halcyon,,
(e sentou-se, como eu pensava, sozinho,) no apartamento interior da biblioteca.
Mas, erguendo os meus olhos, vi que Berenice estava diante de mim.
Foi a minha imaginação excitada ou a influência nebulosa da atmosfera —
ou o crepúsculo incerto da câmara, ou os draperies cinzentos que caíram.
à volta da figura dela, isso causou um contorno tão vacilante e indistinto?
Não percebi. Ela não disse nada; e eu-não por mundos eu poderia ter
pronunciou uma sílaba. Um frio gelado atravessou a minha moldura, um sentimento de insuportável
a ansiedade oprimiu-me; uma curiosidade consumidora penetrou na minha alma; e afundou-se
sobre a cadeira, eu permaneci por algum tempo sem fôlego e imóvel,
com os meus olhos sobre a sua pessoa. Ai de mim! a sua emaciação foi excessiva,
e nem um vestígio do primeiro a ser escondido em qualquer linha do
contorno. Meus olhares ardentes caíram sobre o rosto
A testa era alta, e muito pálida, e singularmente plácida; e o outrora jetty
o cabelo caiu parcialmente sobre ele, e ofuscou os templos ocos com
inúmeras ringlets, agora de um vívido amarelo, e jarrando discordantemente,
na sua personagem fantástica, com a melancolia reinante do rosto.
Os olhos eram sem vida, sem luxúria e aparentemente sem pupila.,
e eu encolhi involuntariamente do seu olhar vidrado para ele contemplando o
lábios finos e encolhidos. Eles se separaram; e em um sorriso de significado peculiar,
os dentes da Berenice alterada revelaram-se lentamente, a meu ver.
Queria a Deus que eu nunca os tivesse visto, ou que, tendo feito isso, eu tivesse morrido!
O fechamento de uma porta perturbou-me, e, olhando para cima, descobri que o meu primo
tinha saído da Câmara. Mas da Câmara desordenada do meu cérebro,
não tinha, infelizmente! partiu, e não seria afastado, o branco e medonho
espectro dos dentes. Nem uma mancha em sua superfície — nem uma sombra em sua superfície
esmalte — não é um contrato nas suas bordas - mas que período de seu sorriso
tinha sido suficiente para marcar na minha memória. Vi-os agora de forma ainda mais inequívoca.
então, vi-os. Os dentes! - os dentes! - estavam aqui e ali.,
e em toda a parte, visível e palpável diante de mim; longo, estreito,
e excessivamente branco, com os lábios pálidos a contorcerem-se sobre eles, como no
momento do seu primeiro desenvolvimento terrível. Então veio a fúria completa da minha
monomania e eu lutamos em vão contra o seu estranho e irresistível
influência. Nos objetos multiplicados do mundo exterior eu não tinha pensamentos
mas para os dentes. Por estes ansiava por um desejo frenético. Todos os outros
os assuntos e todos os interesses diferentes foram absorvidos no seu único
contemplacao. Eles-eles sozinhos estavam presentes ao olho mental, e eles,
na sua única individualidade, tornou-se a essência da minha vida mental.
Segurei - os em todas as luzes. Entreguei - os em todas as atitudes. Examinei as suas
caracteristica. Habitei nas suas peculiaridades. Ponderei sobre os seus
conformacao. Eu me concentrei sobre a alteração na sua natureza. Eu estremeci enquanto eu
atribuído a eles na imaginação um poder sensível e sensível, e mesmo quando
sem ajuda dos lábios, uma capacidade de expressão moral. De Mademoiselle Salle
tem sido bem dito: "Que tous ses pas etaient des sentiments ,»
e de Berenice eu acreditava mais seriamente que toutes ses dents etaient des
idees. Des idees! aqui estava o pensamento idiota que me destruiu!
Des idees! foi por isso que os cobiçei tão loucamente! Eu senti isso.
a possessão deles pode, sozinha, restaurar-me à paz, dando-me de volta a
razao
E assim se encerrou a noite, e depois veio a escuridão.,
e permaneceu, e foi-e o dia amanheceu novamente-e a névoa de um segundo
a noite estava agora a reunir — se e mesmo assim sentei-me imóvel naquela solitária.
quarto-e ainda me sentei enterrado em meditação - e ainda o fantasma do
os dentes mantiveram sua ascendência terrível, como, com o mais vívido hediondo
a diferença, flutuava entre as luzes e as sombras em mudança
Camara. Por fim, invadiram os meus sonhos um grito de horror e consternação;
e então, depois de uma pausa, sucedeu o som de vozes perturbadas,
misturado com muitos gemidos de tristeza ou de dor. Levantei-me do meu assento,
e ao abrir uma das portas da biblioteca, viu-se de pé no
ante-câmara uma criada, toda em lágrimas, que me disse que Berenice era ...
mais! Ela tinha sido apreendida com epilepsia no início da manhã, e agora,
no encerramento da noite, o túmulo estava pronto para o seu inquilino. ,
e todos os preparativos para o enterro foram completados.
Dei por mim sentado na biblioteca, e outra vez sentado ali sozinho.
Parecia que tinha acabado de acordar de um sonho confuso e excitante.
Eu sabia que era agora meia-noite, e eu estava bem ciente, que desde o cenário
do sol, Berenice tinha sido enterrado. Mas daquele período sombrio que
intervindo eu não tinha nenhuma compreensão positiva, pelo menos nenhuma compreensão definida.
No entanto, a sua memória estava repleta de horror-horror mais horrível por ser vaga,
e o terror mais terrível da ambiguidade. Era uma página temível no disco
a minha existência, escrita por todo o lado com ténue, hedionda e ininteligível
lembranca. Esforcei - me por desacreditá-los, mas em vão.,
como o espírito de um som partido, o grito estridente e penetrante de um
a voz feminina parecia estar a zumbir nos meus ouvidos. Eu tinha feito uma coisa — o que era?
Eu fiz a mim mesmo a pergunta em voz alta, e os sussurros ecos da Câmara
respondeu-me — " o que foi? "Na mesa ao meu lado queimou uma lâmpada, e perto dela colocou uma pequena caixa.
Não tinha um carácter notável, e já o tinha visto muitas vezes antes.,
porque era propriedade do médico de família; mas como foi ali,
sobre a minha mesa, e porque é que eu estremeci em relação a isso? Estas coisas estavam no ...
a maneira de ser contada, e meus olhos em comprimento caiu para as páginas abertas de
um livro, e uma frase sublinhada nele. As palavras eram o singular mas
simples do poeta Ebn Zaiat — - " Dicebant mihi sodales si sepulchrum
amicae visitarem, cura meas aliquantulum for levatas ."Então porquê,
enquanto os via, os cabelos da minha cabeça erguiam-se no fim.,
e o sangue do meu corpo congela-se dentro das minhas veias?
Veio uma luz na porta da biblioteca-e, pálida como a inquilina de um túmulo,
um menial entrou em bicos de pés. A sua aparência era selvagem de terror, e ele falou com
eu com uma voz trémula, husky, e muito baixa. O que disse ele? - algumas partidas
frases que ouvi. Ele falou de um grito selvagem perturbando o silêncio da noite —
da reunião da casa-de uma busca no sentido de
o som, e então os seus tons tornaram-se alegremente distintos quando ele me sussurrou de um
túmulo violado-de um corpo desfigurado envolto, mas ainda a respirar-ainda
palpitando-ainda vivo !
Ele apontou para as roupas; - eles eram lamacentos e coagulados com sangue.
Eu não falei, e ele me tomou gentilmente pela mão; estava escrito com o
impressiona as unhas humanas. Ele direccionou a minha atenção para um objecto contra o
parede. Olhei para ele por alguns minutos: era uma pá. Com um grito eu fiz fronteira
para a mesa, e agarrou a caixa que estava sobre ela. Mas eu não podia forçá-lo
aberto; e no meu tremor, escorregou das minhas mãos, e caiu pesadamente,
e estourou em pedaços; e a partir dele, com um som estrondoso, rolou para fora
alguns instrumentos de cirurgia dentária, misturados com 32 pequenos,
substâncias brancas e de aparência de marfim que foram espalhadas de um lado para o outro sobre o
andar