The Psychedelic Furs — I Don't Mine letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "I Don't Mine" de The Psychedelic Furs.

Letra

Lit like halloween
And roadtop signs
That I can’t read
Dream from out of place
And aimed at empty songs
That he said
On knees I wait
From falling off my feet
And god is gold
Dust a shallow grave
Will follow you and me And fall on you
Sleep comes
It’s like a dream
And conversation speaks
In made up lines repeat
Say what I said
Red light or green
Scared but I can’t speak
Paved boredom grey
Take what I need
From out of place
Sleep comes
It’s like a dream
And conversation speaks
In made up lines repeat
Say what I said
Lit like halloween
They nailed up signs
But I can’t see
And tongues that sing like breathe
Impersonate you, me, you
Sleep comes
It’s like a dream
And conversation speaks
In down my sleep repeat
Say what I said
A mirror tries to fill my time
A boredom eyes blind
With all that’s yours that you call lives
And aimed at empty songs and he said
A mirror tries to fill my time
A boredom eyes blind
With all that’s yours that you call lives
I don’t mine
Sleep comes
It’s like a dream
And conversation speaks
In made up lines repeat
Say what I said
Say what I said

Tradução da letra

Iluminado como o halloween
E placas de asfalto
Que não sei ler
Sonha fora do lugar
E destinadas a canções vazias
Que ele disse
De joelhos eu espero
De cair dos meus pés
E Deus é ouro
Pó uma cova rasa
Seguir-te-á a ti e a mim e cairá sobre ti
O sono vem
É como um sonho
E a conversa fala
Em linhas confeccionadas repetir
Diz O que eu disse.
Luz vermelha ou verde
Assustado, mas não consigo falar.
Cinzento tédio pavimentado
Leva o que eu preciso
De fora do lugar
O sono vem
É como um sonho
E a conversa fala
Em linhas confeccionadas repetir
Diz O que eu disse.
Iluminado como o halloween
Eles pregaram cartazes.
Mas não consigo ver
E línguas que cantam como respirar
Faz-te passar por ti, por mim, por ti.
O sono vem
É como um sonho
E a conversa fala
No meu sono repito
Diz O que eu disse.
Um espelho tenta preencher o meu tempo
Um tédio olhos cegos
Com tudo o que é Teu a que chamas vidas
E apontava para canções vazias e ele disse
Um espelho tenta preencher o meu tempo
Um tédio olhos cegos
Com tudo o que é Teu a que chamas vidas
Eu não sou meu
O sono vem
É como um sonho
E a conversa fala
Em linhas confeccionadas repetir
Diz O que eu disse.
Diz O que eu disse.