Sour Alley — Chimerical Existence letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Chimerical Existence" de Sour Alley.

Letra

Young loves, young dreams, like seamstresses' seams
Have stitched a wilderness within
Tunes of love and some should ‘uves have built a fortress of unreals
Chimerically existing
Feelings fly, emotions lie to this beautiful lonely one
Sounds and sights that meet her eyes are always treated to a sad song
Pasted onto a face
With a future long, long since gone a chimerical place
Banners fly; color her sky, while she sensually combs her hair
Dragons fly and her white knights die,
While she silently sits and stares
Her chimerical world
And who is he? He lives within her dreams.
Guitar BREAK
Who is he who sits alone on some mystically shrouded hill?
Quite wise to a world’s old vice which pits a life of truth or dares
Against her realities
And who is he, lives in her dreams
Who is she who weeps alone while writing on a talking leaf?
Living life and living love just like a candle and a thief
With withered dreams
And who is he, lives in her dreams
And who is she, lives within my dreams
Deep within the waves of my dreams
Chimerically alive
Chimerically mine!
Guitar BREAK

Tradução da letra

Jovens amores, sonhos jovens, como costuras de costureiras
Ter costurado uma selva dentro
Músicas de amor e alguns deviam ter construído uma fortaleza de irreais.
Quimérica existente
Os sentimentos voam, as emoções mentem a este belo solitário
Sons e vistas que encontram os seus olhos são sempre tratados a uma canção triste
Colado numa face
Com um futuro muito longo, muito longe um lugar chimerical
Bandeiras voam; colorem o seu céu, enquanto ela penteia sensualmente o seu cabelo
Os Dragões voam e os seus cavaleiros brancos morrem.,
Enquanto ela se senta silenciosamente e olha
O seu mundo quimérico
E quem é ele? Ele vive dentro dos sonhos dela.
Pausa para guitarra
Quem é aquele que se senta sozinho numa colina misticamente envolta?
Muito sábio para o velho vício de um mundo que joga uma vida de verdade ou ousa
Contra as suas realidades
E quem é ele, vive nos seus sonhos
Quem é ela que chora sozinha enquanto escreve numa folha falante?
Viver a vida e viver o amor como uma vela e um ladrão
Com sonhos murchos
E quem é ele, vive nos seus sonhos
E quem é ela, vive dentro dos meus sonhos
No fundo das ondas dos meus sonhos
Quimericamente vivo
Quimericamente meu!
Pausa para guitarra