Saint Etienne — How We Used To Live letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "How We Used To Live" de Saint Etienne.

Letra

A rose scented June
A rose he pulled in June
They’re full upon the lawn
The doctor came at dawn
An old daily care
And Suzie Banana Stand
Through frosted windowpane
Your father’s middlename
>From a train
And everywhere the snow falls
Sail away (x4)
A veil (pale (?)) faded blue
A Ruben’s old curfew (?)
One windy Winter’s day
A Windsor market day
People say
Everywhere the snow falls
Sail away (x8)
She’s moving down the seaside
'Cause that’s where he comes from
He gave away all of her records
Is that where she belongs?
Better think it through
Remember who
Is there something new?
Or is it you again?
Sail away (x12)
So take your red gown
And go down to the dam
To do as you please
On the streets of your town
The whistling kind
Shake it out of your mind
It could be the day
When you finally say
Sail away (x6)
On and on (x7)
Sarah speaks (2 lines missing):
Up the riverbank, land that dried up The causeway full of nice cars
The sand a distant dream
Across the riverbank
Cross the riverbank, don’t look back
Background sings:
To sail away
And on and on Sarah sings:
I sail, you sail
I sail, you sail
Do you remember how? (x4)
Do you remember how we used to live? (x3)
Composition:
Cracknell
Stanley
Wiggs

Tradução da letra

Uma rosa perfumada em junho
Uma rosa que ele puxou em junho
Estão cheios no relvado.
O médico veio ao amanhecer.
Um antigo cuidado diário
E Quiosque De Bananas Suzie
Através da vidraça
O meio do teu pai
>De um comboio
E por todo o lado a neve cai
Navegar (x4)
Um véu (pálido?)) azul desbotado
Um toque de recolher antigo de Ruben (?)
Um dia de inverno ventoso
Um dia de mercado Windsor
As pessoas dizem
Por todo o lado a neve cai
Navegar (x8)
Ela está a descer a costa
Porque é daí que ele vem
Ele entregou todos os registos dela.
É lá que ela pertence?
É melhor pensares bem.
Lembre-se de quem
Há alguma coisa nova?
Ou és tu outra vez?
Navegar (x12)
Leva o teu vestido vermelho.
E vai até à barragem.
Para fazer o que quiser
Nas ruas da sua cidade
Do tipo assobiando
Sacode-o da tua mente
Pode ser o dia
Quando finalmente dizes
Navegar (x6)
On and on (x7))
Sarah speaks (faltam 2 linhas)):
Na margem do rio, terra que secou a calçada cheia de bons carros.
A areia um sonho distante
Do outro lado da margem do rio
Atravessa a margem do rio, não olhes para trás.
Fundo canta:
Navegar
And on and on Sarah sings:
Eu velejo, tu velejas
Eu velejo, tu velejas
Lembras-te como? (x4)
Lembras-te de como vivíamos? (x3)
Composicao:
Cracknell
Stanley.
Wiggs