Rosana — Mil y una noche letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Mil y una noche" de Rosana.

Letra

La primera noche de cada estación
me la bebo contigo
Como aquella noche, era la primera
el invierno se ancló en una esquina de la primavera
fueron pasando las noches
pasaron noches enteras
Pasaron mil y una noche
Mil y una noche de cuento
y descorchamos la luna para bebernos el cielo
y nos bebimos el mundo entero
Y nos bebimos la noche
y nos quedamos despiertos
y derrochando caricias
brindamos tan solo con agua de besos
Y nos bebimos la noche
y comprendimos bebiendo
que es tan grande el querer
que nos da de beber y seguimos sedientos
La primera noche de cada estación
me la bebo contigo
Como aquel verano que se deshojaba
prometiéndonos mil y una noche cuando regresara
llovieron hojas de otoño
para abrigar el invierno
Pasaron mil y una noche
ya no quisimos perdernos
y de las cuatro estaciones robamos noches de sueño
y nos bebimos el universo
Y nos bebimos la noche
y nos quedamos despiertos
y derrochando caricias
brindamos tan solo con agua de besos
Y nos la noche
y comprendimos bebiendo
que es tan grande el querer…(bis)
La primera noche de cada estación
amanezco contigo

Tradução da letra

A primeira noite de cada estação
bebo contigo
Como naquela noite, era a primeira
o inverno foi ancorado em um canto da primavera
foram passando as noites
passaram noites inteiras
Passaram mil e uma noite
Mil e uma noite de história
e descorchamos a Lua para bebermos o céu
e bebemos o mundo inteiro
E bebemos a noite
e ficamos acordados
e esbanjando carícias
brindamos apenas com água de beijos
E bebemos a noite
e compreendemos a beber
que é tão grande querer
que nos dá de beber e continuamos sedentos
A primeira noite de cada estação
bebo contigo
Como aquele verão que se desfazia
prometendo nos mil e uma noite quando voltasse
choveu folhas de outono
para abrigar o inverno
Passaram mil e uma noite
já não nos queríamos perder
e das quatro estações roubamos noites de sono
e bebemos o universo
E bebemos a noite
e ficamos acordados
e esbanjando carícias
brindamos apenas com água de beijos
E nós a noite
e compreendemos a beber
que é tão grande querer querer (bis)
A primeira noite de cada estação
amanheço contigo