Rosana — Aquel corazon letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Aquel corazon" de Rosana.

Letra

Yo soy quien te quiere, quien más te ha querido
quien dio ochenta vueltas al mundo contigo…
Yo soy tu otra parte, tu medio latido
tu cuarto creciente, tu nido de amor…
…si tu no me quieres, allátu contigo
si no me has querido, peor para vos…
yo sigo queriendo donde nos quisimos
donde dibujamos aquel corazón…
Dibujamos aquel corazón, un verano en el río
dibujamos aquel corazón, con tu nombre y el mío
en invierno quisimos volver
y aprendíque la tiza no escribe en el frío…
dibujamos aquel corazón
y el invierno ha dejado un borrón…
es absurdo querer subrayar lo que borra el olvido
de momento… no voy a gastarme la vida contigo…
Me quedo el reinado de tus sentimientos
asíte lo digo, asíte lo cuento…
el medio, el principio y el fin de tus cuentos
se escribe con tinta de mi corazón…
…si tu no me quieres, allátu contigo
si vas a olvidarme peor para vos…
saber que quererse no obliga al suicidio
no impide que acabes muriendo de amor…
Dibujamos aquel corazón, un verano en el río
dibujamos aquel corazón, con tu nombre y el mío
en invierno quisimos volver
y aprendíque la tiza no escribe en el frío…
dibujamos aquel corazón
y el invierno ha dejado un borrón…
es absurdo querer subrayar lo que borra el olvido
de momento… no voy a gastarme la vida contigo…
…en invierno quisimos volver
y aprendíque la tiza no escribe en el frío…
dibujamos aquel corazón
y el invierno ha dejado un borrón…
es absurdo querer subrayar lo que borra el olvido
de momento… no voy a gastarme la vida contigo…

Tradução da letra

Eu sou quem te ama, quem mais te amou
quem deu oitenta voltas ao mundo contigo…
Eu sou a tua outra parte, o teu meio batimento
o teu quarto crescente, o teu ninho de amor…
all Se você não me ama, allatu com você
se não me amaste, pior para ti…
eu ainda quero onde quisemos
onde desenhamos aquele coração…
Nós desenhamos aquele coração, um verão no Rio
traçamos aquele coração, com o teu nome e o meu
no inverno, quisemos voltar
e aprendi que o giz não escreve no frio…
nós desenhamos aquele coração
e o inverno deixou um borrão…
é absurdo querer sublinhar o que apaga o esquecimento
por enquanto no não vou gastar a minha vida contigo…
Fico com o reinado dos teus sentimentos
eu digo-te, eu conto-te…
o meio, o começo e o fim de suas histórias
está escrito com tinta do meu coração…
all Se você não me ama, allatu com você
se me vais esquecer pior para ti…
saber que se amar não obriga ao suicídio
não te impede de morreres de amor…
Nós desenhamos aquele coração, um verão no Rio
traçamos aquele coração, com o teu nome e o meu
no inverno, quisemos voltar
e aprendi que o giz não escreve no frio…
nós desenhamos aquele coração
e o inverno deixou um borrão…
é absurdo querer sublinhar o que apaga o esquecimento
por enquanto no não vou gastar a minha vida contigo…
Quisi no inverno quisemos voltar
e aprendi que o giz não escreve no frio…
nós desenhamos aquele coração
e o inverno deixou um borrão…
é absurdo querer sublinhar o que apaga o esquecimento
por enquanto no não vou gastar a minha vida contigo…