Rodrigo Amarante — Cavalo letra

A página contém a letra e a tradução da música "Cavalo" de Rodrigo Amarante.

Letra

Bruto bailarino
Delicado que é
Olhos de menino
Ginga de pajé
Pena de malandro
Rima de doutor
Sua faixa-preta
De amarelo decorou
Mas o decoro o coro
O status quo
Ele dizia a cara assim
O ó!
E sua força era
A sua voz
Ainda é, será assim
Entre nós
Foi meu professor
Foi meu cúmplice
Sua mente eu sei
Só chego ao índice
Fera dos palácios
Peste dos jardins
Orquestrava lata
E traduzia do latim
Mas o decoro o coro
O status quo
Ele dizia a cara assim
O ó!
E sua força era
A sua voz
Ainda é, será assim
Entre nós
O cometa passou
Marcou meu corpo
Está escrito
O cometa passou
Riscou o tempo
O cometa passou
Marcou meu corpo
Está escrito
O cometa passou
Riscou o tempo
O cometa passou
Marcou meu corpo
Está escrito
O cometa passou
Riscou o tempo
O cometa passou
Marcou meu corpo
Está escrito
O cometa passou
Riscou o tempo
E foi