Nina Zilli — Una Notte letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Una Notte" de Nina Zilli.

Letra

In una notte come questa
Io non guardo mai lontano
Perché la vita mi spaventa
E vivo piano
In una notte così
Ti avrei baciato ancora e ancora
Ora che il buio si consuma
E tu non torni più
Ho provato, riprovato
Quante volte nella notte ho preso fiato
Non ti voglio, poi ti penso
Resto sveglia diventi il mio tormento
Quante cose che ho sbagliato,
Quante che ho capito
Ma quella cosa che sembrava amore,
mi fa male da impazzire
eccomi
nuda sotto questa luce
amore eccomi
così, se ti piace
In una notte come questa
non mi prendi mai per mano
perché la vita ti accontenta
e sogni solo
E sotto il cielo da qui
uh, ti avrei baciato mille volte
ma dovrei chiudermi le labbra
e non parlarne più
Ho provato, riprovato
quante volte nella notte ho preso fiato
non ti voglio, poi ti penso
resto sveglia diventi il mio tormento
quante cose che ho sbagliato,
quante che ho capito
ma quella cosa che sembrava amore,
mi fa male da impazzire
eccomi
nuda sotto questa luce
amore eccomi
così, se ti piace
Ho provato, riprovato
quante volte nella notte ho preso fiato
non ti voglio, poi ti penso
resto sveglia diventi il mio tormento
quante cose che ho sbagliato
quante che ho capito
ma quella cosa che sembrava amore,
mi fa male da impazzire
eccomi
nuda sotto questa luce
amore prendimi
così, così, così, se ti piace
(Grazie a Alessandro per questo testo)

Tradução da letra

Numa noite como esta
Eu nunca olho para longe
Porque a vida me assusta
E eu vivo tranquilamente
Em tal noite
Beijava-te de novo e de novo
Agora que a escuridão se esgota
E nunca mais voltas
Tentei, tentei de novo.
Quantas vezes na noite respirei
Não te quero, depois penso em ti.
Descansa acordado torna-te o meu tormento
Quantas coisas fiz de errado,
Quantos eu entendo
Mas aquela coisa que parecia amor,
dói como o caraças.
Aqui estou eu.
nu debaixo desta luz
amor aqui estou
então, se quiseres
Numa noite como esta
nunca pegas na minha mão
por que a vida te agrada
e só sonhos
E debaixo do céu daqui
eu ter-te-ia beijado mil vezes.
mas devo fechar os meus lábios
e não fales mais sobre isso.
Tentei, tentei de novo.
quantas vezes na noite respirei
Não te quero, depois penso em ti.
descansa acordado torna-te o meu tormento
quantas coisas fiz de errado,
quantos eu entendo
mas aquela coisa que parecia amor,
dói como o caraças.
Aqui estou eu.
nu debaixo desta luz
amor aqui estou
então, se quiseres
Tentei, tentei de novo.
quantas vezes na noite respirei
Não te quero, depois penso em ti.
descansa acordado torna-te o meu tormento
quantas coisas fiz de errado
quantos eu entendo
mas aquela coisa que parecia amor,
dói como o caraças.
Aqui estou eu.
nu debaixo desta luz
amor leva-me
então, então, se quiseres.
(Agradecimentos a Alexander por este texto)