Michelle Branch — Desperately letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Desperately" de Michelle Branch.

Letra

Something 'bout the way you looked at me.
Made me think for a moment.
That maybe we were meant to be.
Living our lives seperately.
And it’s strange that things change.
But not me wanting you.
So desperately.
Oh, why can’t I ignore it?
I keep giving in, but I should know better.
'Cause there was something 'bout the way you looked at me.
And it’s strange that things change.
But not me wanting you.
So desperately.
You looked my way and said «you frustrate me.»
Like you’re thinking of lines and times.
When you and I were you and me.
We took our chance out on the street.
Then I missed my chance.
And chances are it won’t be coming back to me.
Why can’t I ignore it?
I keep giving in but I should know better.
'Cause there was something 'bout the way you looked at me.
And it’s strange that things change.
But not me wanting you.
So desperately.
So desperately.
Why can’t I ignore it?
I keep giving in but I should know better.
'Cause there was something 'bout the way you looked me.
And it’s strange that things change.
But not me wanting you.
So desperately.
I want you so desperately.
I keep giving in but I should know better.
I keep giving in but I should know better.
So desperately.
I want you so desperately.

Tradução da letra

Algo sobre a forma como olhaste para mim.
Fez-me pensar por um momento.
Que talvez estivéssemos destinados a ser.
A viver as nossas vidas separadamente.
E é estranho que as coisas mudem.
Mas não eu a querer-te.
Tão desesperadamente.
Porque não posso ignorá-lo?
Continuo a ceder, mas já devia saber.
Porque havia algo na forma como olhaste para mim.
E é estranho que as coisas mudem.
Mas não eu a querer-te.
Tão desesperadamente.
Olhaste para mim e disseste: "frustras-me.»
Como se estivesses a pensar em linhas e tempos.
Quando éramos tu e eu.
Arriscámos na rua.
Então perdi a minha oportunidade.
E é provável que não volte para mim.
Porque não posso ignorá-lo?
Continuo a ceder, mas já devia saber.
Porque havia algo na forma como olhaste para mim.
E é estranho que as coisas mudem.
Mas não eu a querer-te.
Tão desesperadamente.
Tão desesperadamente.
Porque não posso ignorá-lo?
Continuo a ceder, mas já devia saber.
Porque havia algo na forma como me olhavas.
E é estranho que as coisas mudem.
Mas não eu a querer-te.
Tão desesperadamente.
Quero-te tão desesperadamente.
Continuo a ceder, mas já devia saber.
Continuo a ceder, mas já devia saber.
Tão desesperadamente.
Quero-te tão desesperadamente.