Keni Thomas — Blame It On Me letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Blame It On Me" de Keni Thomas.

Letra

You’re standing there that look in your eyes
You’re looking for good ways to tell me goodbye
Something 'bout people, how they never know
Them loving somebody and then letting them go
You’re looking for reasons and there ain’t no need
You can blame it on me
Chorus
Blame it on me. I was the one
I had no right to turn it all wrong
Held you too close I couldn’t let go
Can’t lose your cool baby these days I know
So I’ll go on home and you can feel free
To Blame it on me
I am too rough, I work too hard
Got no cool friends. I drive an old car
I’m not the picture of anyone’s dream
full of blue bonnets, boots and old jeans
You’re looking for reasons buth there ain’t no need
You can blame it on me
Chorus
Blame it on me. I was the one
Acting like real life was some ole love song
Held you too close I couldn’t let go
Can’t lose your cool baby these days I know
So I’ll go on home and you can feel free
To Blame it on me
Bridge
When you starting looking for ways out of love then
I’ve been making mistakes by the dozen
So if you want to leave You can blame it on me
Held you too close I couldn’t let go
Can’t lose your cool baby these days I know
So I’ll go on home and you can feel free
To Blame it on me

Tradução da letra

Estás aí parado a olhar nos teus olhos
Estás à procura de boas maneiras de me dizer adeus.
Algo sobre as pessoas, como nunca sabem
Eles amarem alguém e depois deixá - los ir
Estás à procura de razões e não há necessidade
Podes culpar-me.
Coro
Culpa-me a mim. Eu era a tal
Não tinha o direito de virar tudo errado.
Abracei-te demasiado, não consegui largar.
Não posso perder o teu bebé fixe hoje em dia eu sei
Por isso vou para casa e podes sentir-te livre.
A Culpa é minha
Eu sou muito duro, eu trabalho muito duro
Não tenho amigos fixes. Eu conduzo um carro velho.
Não sou a imagem do sonho de ninguém
cheia de bonés azuis, Botas e jeans velhos
Estás à procura de razões porque não há necessidade
Podes culpar-me.
Coro
Culpa-me a mim. Eu era a tal
Agir como se a vida real fosse uma canção de amor.
Abracei-te demasiado, não consegui largar.
Não posso perder o teu bebé fixe hoje em dia eu sei
Por isso vou para casa e podes sentir-te livre.
A Culpa é minha
Ponte
Quando começas a procurar saídas de amor
Tenho cometido erros às dúzias.
Por isso, se quiseres ir embora, podes culpar-me.
Abracei-te demasiado, não consegui largar.
Não posso perder o teu bebé fixe hoje em dia eu sei
Por isso vou para casa e podes sentir-te livre.
A Culpa é minha