Iván Ferreiro — Pájaro azul letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Pájaro azul" de Iván Ferreiro.

Letra

Desde el tormento que nunca se acaba
Sé por dónde empezar
Pájaro azul que anuncias la mañana
De forma natural
Más de eso que se acaba
Lo volveremos a hacer
Cantarlo todo en un fin de semana
Lejos del mar, tu corazón se pinta los labios
Y sale a bailar, sale a bailar
Cerca de aquí, hay una fiesta y no nos conocen
Me abrazaré a tus sueños
Y esperare que me acaricies con tus plumas
Que son el eco y los colores de tu voz
Decidí no parar de hablar, recorrerlo todo
Y los detalles que nunca contaba con toda rapidez
Más de eso que se acaba, nos volveremos a ver
Como el viento fugaz que roza mi ventana
Ni un paso atrás, la libertad se esconde en la música
La música está detrás de un cristal
Lejos del mar tu corazón se pinta los labios
Ojala vuelvas a encontrarme otra vez
Y acariciarme con tus plumas que son el eco de tu voz
Mi otra mitad, la única pieza que echo en falta
Mi religión, tus vacaciones y mi nudo en la garganta
Hoy decidí mi libertad se esconde en la música
La música está detrás del cristal
Lejos del mar está el lugar donde ahora vivo
Me abrazare contigo y esperare que me acaricies con tus plumas
Que son la luna
Cerca de aquí hay una fiesta y no nos conocen
Ojala vuelvas a encontrarme otra vez
Y acariciarme con tus plumas
Que son la luna y el sonido de tu voz

Tradução da letra

Desde o tormento que nunca acaba
Sei por onde começar
Pássaro azul que você anuncia a manhã
Naturalmente
Mais do que isso acaba
Voltaremos a fazê lo
Cantar tudo em um fim-de-semana
Longe do mar, seu coração pinta seus lábios
E vai dançar, vai dançar
Perto daqui, há uma festa e não nos conhecem
Vou abraçar os teus sonhos
E espero que me acaricies com as tuas penas
Que são o eco e as cores da sua voz
Decidi não parar de falar, percorrer tudo
E os detalhes que eu nunca contava tão rapidamente
Mais do que isso acabou, vamos nos ver novamente
Como o vento fugaz que roça a minha janela
Nem um passo atrás, a liberdade se esconde na música
A música está atrás de um cristal
Longe do mar seu coração pinta seus lábios
Espero que me encontres outra vez
E acariciar me com as tuas penas que são o eco da tua voz
A minha outra metade, a única peça que sinto falta
A minha religião, as tuas férias e o meu nó na garganta
Hoje eu decidi minha liberdade se esconde na música
A música está atrás do vidro
Longe do mar é o lugar onde eu vivo agora
Vou abraçar-te e esperar que me acaricies com as tuas penas
Que são a lua
Há uma festa Perto Daqui e não nos conhecem
Espero que me encontres outra vez
E acariciar-me com as tuas penas
Que são a lua e o som da tua voz