Flema — Metamorfosis Adolescente letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Metamorfosis Adolescente" de Flema.

Letra

Ya no hay nada en mi, me obligaron a crecer
Mi imaginación, me obligaron a matar
Ya no puedo ser, me obligaron a soñar
Mi infancia termino, me obligaron a mentir
Te quiero, te odio, necesito tu calor
Te quiero, te odio, ahhh!
No me mires así, no voy a confiar en vos
Yo no tengo futuro, yo no quiero envejecer
Revolver, suicidio, la sangre comienza a correr
Revolver, suicidio, la sangre comienza a correr!
Revolver, suicidio, la sangre comienza a correr
Revolver, suicidio, la sangre comienza a correr!
Revolver, suicidio, revolver, suicidio
Revolver, revolver, revolver, revolver, revolver… ahh!

Tradução da letra

Não há mais nada em mim, eles me forçaram a crescer
A minha imaginação obrigou - me a matar
Já não posso ser, obrigaram-me a sonhar
Minha infância acabou, fui forçado a mentir
Amo - Te, odeio - te, preciso do teu calor
Amo-Te, odeio-te, ahhh!
Não olhes assim para mim, não vou confiar em ti
Eu não tenho futuro, eu não quero envelhecer
Revolver, suicídio, o sangue começa a correr
Revolver, suicídio, o sangue começa a correr!
Revolver, suicídio, o sangue começa a correr
Revolver, suicídio, o sangue começa a correr!
Revolver, suicídio, revolver, suicídio
Revolver, revolver, revolver, revolver, revolver ah ahh!