Budo — Fremont letra e tradução

A página contém a letra e a tradução em português da música "Fremont" de Budo.

Letra

We all get lost
And state the purpose for the goal
And we grow old
Yes we grow old
Time stops with that little line drawn in the sand
Dividing what we want to see from how it is
Lifting up
We climb those mountains in our mind
We grow tired
Yes, we grow tired
If our eyes could talk
They would tell us to slow down
They would tell us to believe in what they see
Stare so hard
We want we see
The Finger as the Moon
And we move inside of how it feels to be alive
So rest your hand and let the moon be your guide
And we settle to how it feels to be alive
The Finger and the Moon
The Finger and the Moon
Tracing lines
On dusty atlases
We find comfort in these rooms we walk before
But they’re just empty
They are just compasses and sign
That lead us strong
Stare so hard
We want, we see
The Finger as the Moon
And we move inside of how it feels to be alive
So rest your hand and let the moon be your guide
And we settle to how it feels to be alive
The Finger and the Moon
The Finger and the Moon

Tradução da letra

Todos nos perdemos
E declarar o propósito para o objetivo
E envelhecemos
Sim, envelhecemos
O tempo pára com essa pequena linha traçada na areia.
Dividindo o que queremos ver de como é
Levantar
Subimos aquelas montanhas na nossa mente
Cansamo-nos
Sim, estamos cansados.
Se os nossos olhos pudessem falar
Eles dir-nos-iam para abrandar.
Dir-nos-iam para acreditar no que vêem.
Olhar com tanta força
Queremos ver
O dedo como a lua
E nos movemos para dentro de como é estar vivo
Descansa a tua mão e deixa a Lua ser o teu guia
E nos contentamos com a sensação de estar vivo
O dedo e a lua
O dedo e a lua
Linhas de traceamento
Em Atlas poeirento
Encontramos conforto nestes quartos que caminhamos antes
Mas estão vazios.
São apenas bússolas e sinais
Que nos levam fortes
Olhar com tanta força
Queremos, vemos
O dedo como a lua
E nos movemos para dentro de como é estar vivo
Descansa a tua mão e deixa a Lua ser o teu guia
E nos contentamos com a sensação de estar vivo
O dedo e a lua
O dedo e a lua